Análises

Senador Lindbergh Farias tenta adiar MP 777

Senador Lindbergh Farias tenta adiar MP 777

O presidente da Comissão da Medida Provisória 777, senador Lindbergh Farias, tentou adiar para quarta-feira (23-08) a sessão destinada a votar o relatório do deputado Betinho Gomes. O senador carioca alegou a sessão do Conselho de Ética, onde ele é alvo de uma representação, que ocorreria no mesmo horário.

O governo se articulou e cancelou a sessão do Conselho de Ética e o senador Lindbergh, com o esvaziamento do argumento, manteve a sessão para esta terça-feira (22-08) para as 15 horas. Lindbergh pode ainda tentar um última manobra e empurrar a sessão para coincidir com o início da ordem do dia às 16h.

Afastado o risco de um novo adiamento, a chance da MP ser aprovada é muito alta com previsão de 18 votos favoráveis a 8 contrários. Já há um acordo politico entre os presidentes da Câmara e do Senado para agilizar a votação já que a MP vence no dia 06-09.

Vítima das pequenas conspirações de Lindbergh, o governo, através dos líderes Romero Jucá, Aguinaldo Ribeiro e próprio ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, admitiram que a MP poderia caducar e ser substituída por um projeto de Lei em regime de urgência.

Com a reação negativa do mercado, os governistas arregaçaram as manga e o senador Romero Jucá assumiu a tarefa de turbinar a votação da MP com críticas a morosidade do líder do Congresso, André Moura.

A sessão de hoje promete ser uma guerra entre favoráveis e opositores da proposta, com o Senador José Serra puxando o coro dos contrários através deum substitutivo à MP. Mas no final o governo tem os votos necessários para aprovar a 777.

Deixe uma resposta