Reforma Trabalhista

Renan lidera derrota do governo em votação da reforma trabalhista, diz série de notas na Monica Bergamo

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) foi um dos líderes da derrota do governo nesta terça (20) no Senado. Além de criticar abertamente a reforma trabalhista, ele convenceu parlamentares a votarem contra a proposta na CAS (Comissão de Assuntos Sociais).

PRESENTE

O governo esperava que o senador Hélio José (PMDB-DF), por exemplo, se ausentasse da votação para não ter nem que se alinhar à proposta nem votar contra Temer. Acabou convencido por Renan a comparecer e ajudar a derrotar a reforma.

MINERVA

Numa votação apertada, Hélio José acabou sendo fundamental na derrota do governo, que perdeu por 10 votos a nove.

ZORRA TOTAL

“A situação é de vaca não reconhecer bezerro no curral pequeno”, dizia logo depois da votação o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), relator da reforma trabalhista, ao comentar o fato de Calheiros, que é líder do PMDB, partido de Michel Temer, ser um dos articuladores da derrota do presidente. “Não tem cabimento um negócio desses.”

LINHA Ferraço defende a saída do PSDB do governo mas o apoio às reformas, “fundamentais para o país”.

CAIADO SUMIU

Outra ausência notada na votação da CAS: a do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO). Em tese, ele é a favor da reforma trabalhista.

Deixe uma resposta