Reforma Política

Voto em lista no STF é o título de nota principal no Poder em Jogo

Representante do PT na comissão especial que trata da reforma política, o deputado Vicente Cândido apresentou a terceira versão de sua proposta. Ele insiste na adoção do voto em lista fechada, sistema em que o eleitor não vota diretamente nos candidatos, mas numa relação de nomes preordenados, e que beneficia a burocracia partidária.

Os presidentes de PMDB, PSDB e PSD, por exemplo, citados na Lava-Jato, teriam poderes para influenciar na composição da lista. A votação, prevista para ontem, foi adiada para semana que vem. Se o projeto chegar ao plenário, deputados como Miro Teixeira (Rede-RJ) dizem que irão ao STF: “É caso para um mandado de segurança, porque a Constituição não permite emenda que tenda a abolir o voto direto, secreto, universal e periódico.”

Deixe uma resposta