Reforma da Previdência

Punição a deputados funciona em conversão de votos, diz série de notas na coluna do Estadão

Captei vossa mensagem. Governistas admitem que, após a degola de afilhados de deputados que votaram contra a reforma trabalhista, aumentou significativamente o total de parlamentares dispostos a votar pela reforma da Previdência.
Cerco fechado. Não é só o governo que tem demitido apadrinhados de deputados contra reforma. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também tira cargos que infiéis têm na Casa.

Por reforma, governo faz afago a ruralistas é o título da nota principal na coluna do Estadão

A equipe econômica decidiu perdoar os juros da dívida da contribuição social do empregador rural. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, bateu o martelo nesse ponto reivindicado pela bancada ruralista do Congresso. O governo vai editar uma medida provisória para tratar do passivo do Funrural, o equivalente à contribuição para a Previdência do setor, cujo passivo pode superar R$ 10 bilhões. O presidente Michel Temer se reúne com a bancada hoje e deve anunciar a medida como moeda de troca para o apoio à reforma previdenciária.

Deixe uma resposta