Crise

‘Moreira não é meu sogro, ele é casado com minha sogra’ é o título de matéria no Globo

Maia falou sobre suas relações com o ministro Moreira Franco, investigado na Lava-Jato: “Moreira não é meu sogro, é casado com minha sogra.” A lém de não defender abertamente o aliado Michel Temer, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, preferiu ontem deixar clara sua relação de parentesco com o ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral). Na Argentina, ele reagiu quando questionado se usaria a Súmula 13 do Supremo Tribunal Federal (STF), que proíbe o nepotismo, para, caso assuma o governo, retirar Moreira Franco do cargo.

O ministro Moreira Franco não é meu sogro, ele é casado com a minha sogra, para você ver o nível de irresponsabilidade de alguns na imprensa brasileira — reclamou o presidente da Câmara.

Em Hamburgo, na Alemanha, Temer elogiou Rodrigo Maia. Questionado sobre a lealdade do presidente da Câmara, que assumiria a Presidência caso Temer seja destituído do cargo em decorrência da denúncia por corrupção passiva feita pela Procuradoria-Geral da República, o presidente respondeu.

Acredito plenamente. Ele só me dá provas de lealdade, o tempo todo — afirmou Temer.

Presidente da República, ao ser questionado sobre o papel do aliado Rodrigo Maia

Sobre a prisão de seu amigo e exministro Geddel Vieira Lima, Temer foi lacônico: — Vamos deixá-lo explicar. Temer reagiu ainda às declarações do presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), sobre o estado de “ingovernabilidade” do país. Temer também respondeu ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), que, durante um encontro com investidores, disse que “em 15 dias haverá um novo governo no país”. (na página 5)

Vamos esperar 15 dias. Acho que foi força de expressão, nada mais do que isso. Às vezes as pessoas se entusiasmam um pouco. O PSDB tem quatro ministérios, os ministros todos estão exercendo suas funções. Ainda agora me ligaram todos, um pouco dando explicações, dizendo todos que esta fala do senador Tasso (Jereissati) não condiz com aquilo que pensa a maioria do PSDB. Acho que não há esse problema — declarou Michel Temer à imprensa, em Hamburgo, onde participa da reunião da cúpula dos países do G20.

O presidente disse ainda que é “zero” sua preocupação com as negociações para delação premiada do ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha, e também “zero” sua inquietação com as defecções em sua base aliada

Conteudo originalmente postado no Portal :

Deixe um Comentario