Congresso

Rodrigo Maia não gostou de não ter sido avisado sobre Torquato e pretende manter votações, diz série de notas no Painel da Folha

Cuida bem de mim O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mostrou contrariedade por não ter sido ouvido sobre a troca de guarda no BNDES. Foi ao aniversário de um amigo, deixou o celular longe e não atendeu ligações do Planalto. Só deu sinal de vida no dia seguinte.

Caso pensado Não foi fortuita, aliás, a ausência de Maia na posse do novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, na quarta (31). O democrata mantém o discurso de fidelidade ao governo Michel Temer, mas não quer associar sua imagem à tentativa de barrar o avanço da Lava Jato.

Olha eu, PIB Ventilado como possível sucessor de Temer, Maia quer manter esta semana o ritmo de votações na Casa, apreciando projetos apresentados por deputados até de partidos da oposição.

Série de notas no Painel da Folha mostra disputa interna no PSDB

Tipos sanguíneos O líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (SP), passou a ouvir a bancada do partido por grupos: os que querem sair e os que querem ficar no governo. No caso dos mais exaltados, Tripoli tem optado por conversas individuais.

Autocrítica Integrantes da base aliada dizem que o PSDB perdeu o senso crítico. Avaliam que a sigla não vê que seus principais nomes estão na Lava Jato e que insiste em dividir o Congresso como se o “centrão” fosse o único bloco dos “sujinhos”.

Deixe uma resposta