Congresso

Relação de Doria e Alckmin continua boa, diz nota no Radar da Veja

Dois homens e um destino

Os dois times de assessores têm semeado cizânias e gerado intrigas. Mas a relação de João Doria com seu padrinho político, Geraldo Alckmin, continua muito boa, por enquanto. Quase todos os dias, ali por volta das 23 horas, eles se falam no telefone. Nos fins de semana, novo compromisso.

Com exceção deste feriado, pois Doria está em viagem, a dupla sempre se reúne para um cafezinho no Palácio dos Bandeirantes. Embora só um possa chegar ao Palácio do Planalto, eles entendem que seus destinos estão entrelaçados. Em qualquer cargo que dispute, o governador sabe que a popularidade de seu pupilo pode ser um importante ativo. O inverso também é verdadeiro. Para sair candidato ao governo de São Paulo ou à Presidência, opção mais provável, Doria terá de compor com Alckmin.

Joaquim Barbosa recebe propostas de partidos, diz nota no Radar da Veja

O cortejo

Joaquim Barbosa foi procurado recentemente pelo PSB. O partido queria que ele se filiasse e pensasse na candidatura à Presidência. Barbosa recusou. A Rede e até o PT também já andaram sondando o ex-ministro do STF.

Naji Nahas procura financiamento para defesa de Cunha, diz nota do Radar da Veja

Ameaça velada

Amigo de Eduardo Cunha, Naji Nahas tem procurado empresários para pedir ajuda financeira para o ex-presidente da Câmara. Tem gente achando que, por trás do contato, há uma oferta implicíta de proteção em caso de delação.

Deixe uma resposta