Noticias

Ao lado de Capitão América e Prem Baba, Doria deseja ‘paz’ a Goldman é o título de matéria na Folha

O prefeito João Doria tem o “bom recadinho” do dia para o ex-governador e colega de tucanato Alberto Goldman: “Esteja em paz”.

O tom adotado por Doria neste domingo (8), em evento no Parque Ibirapuera do Movimento Você e a Paz, contrastou com o vídeo que publicou um dia antes.

“Hoje o meu recadinho, o meu bom recadinho, vai para você, Alberto Goldman”, dizia na abertura da peça.

Seu desafeto no PSDB, continuava Doria, é um “improdutivo, fracassado” que “viveu a vida inteira na sombra” de Orestes Quércia e José Serra, do qual foi vice entre 2007 e 2010, e agora “vive em casa, de pijamas”.

No peito, o prefeito carrega agora a paz, numa camisa branca onde o verbete aparece em várias línguas (pax, peace, frieden, pace).

‘SOU DA PAZ’

“Sou da paz em qualquer parte, na política e fora dela. Prefiro o mundo da paz do que o mundo do conflito”, disse à Folha o homem pouco conhecido pela fleuma no trato com rivais –o “sem vergonha, preguiçoso e mentiroso” Lula (PT) é alvo preferencial.

Ainda sobre Goldman: “Ele fala com muito ressentimento, e ressentimento não é uma boa forma de construir credibilidade”.

Doria negou que tenha cavado uma querela com o ex-governador para, assim, justificar eventual saída do PSDB. A hipótese corre solta nos bastidores da política, pois seria uma forma de o prefeito disputar a Presidência caso perca as prévias partidárias para aquele que o apadrinhou na eleição municipal de 2016, o governador Geraldo Alckmin.

“Quem tomou a iniciativa de fazer as agressões foi ele”, afirmou em relação a Goldman.

No dia seguinte ao pugilato verbal, Doria foi com Deus. Ao lado da mulher, Bia Doria, e do irmão produtor, Raul Doria, ele se encontrou com líderes religiosos que iam de Prem Baba, guru paparicado por celebridades como Juliana Paes e Bruna Lombardi, ao médium nonagenário Divaldo Franco, idealizador do ato.

‘MESMO BARCO’

“Estamos no mesmo barco, na mesma batalha”, lhe disse a irmã Rosane Ghedin, enquanto posava para uma selfie com o prefeito, recém-entrevistado pela TV Mundo Melhor.

O Capitão América também bajulou o tucano. “A gente sempre fala no grupo do ‘zap’ [WhatsApp] de você”, contou o presidente do grupo de voluntários Heróis do Bem, Rogério Ferroni, fantasiado como o musculoso da Marvel.

Doria foi homenageado por sancionar o projeto de lei “Alimento para Todos”, amparo a um programa que usa restos de comida despejada para fazer uma farinha e, dela, um salgadinho com valor nutricional (“uma xícara alimenta uma criança por um dia”). O prefeito distribuiu uma rodada da iguaria para os convidados, passando um pote adornado por um adesivo de Nossa Senhora Aparecida.

No palco, Doria reagiu dando batidinhas rítmicas no joelho ao afago dos maestros Roberto Minczuk (com as batutas) e João Carlos Martins (no piano). A dupla tocou o “Tema da Vitória”, trilha das conquistas de Ayrton Senna e hoje da vida política do tucano.

Antes, o prefeito negou que a queda de nove pontos na aprovação de sua gestão, detectada por pesquisa Datafolha, tenha a ver com suas viagens país e mundo afora. O vaivém por aeroportos continuará, disse. Nesta semana, vai à Itália pela segunda vez em nove meses de mandato.

Deixe uma resposta