Noticias

A aliados, Maia prevê quorum para votação e vitória de Temer no dia 2 de agosto, diz série de notas no Painel da Folha

Pode vir quente Principal beneficiário da eventual queda de Michel Temer, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse a aliados que, mantidas as condições atuais, haverá quorum para votar a denúncia contra o peemedebista já no dia 2 de agosto. Maia prevê a vitória de Temer — e com relativa folga. Do lado da oposição também há o reconhecimento de que o peemedebista venceu o primeiro round da batalha. As apostas agora estão centradas na segunda denúncia a ser feita por Rodrigo Janot.

Sentido! Temer encurtou as férias de seus ministros. Os que pediram ao menos dez dias de folga foram avisados de que deveriam retornar a Brasília em 1º de agosto. O presidente disse que quer todos a postos para a “luta” durante a votação da denúncia.

Precursora Embora a volta do recesso esteja marcada só para terça (1º), a tropa de choque de Temer no Congresso desembarca na capital federal no fim de semana para fazer a última contagem de votos antes da sessão em que a denúncia será avaliada.

No azul Aliados na Câmara falam em algo entre 230 e 250 votos pró-Temer, somando declarações de apoio ao peemedebista e abstenções — que, na prática, também serão favoráveis a ele.

Deixe seu recado Na maratona de ligações para convencer deputados indecisos, Temer ouviu diversas vezes a mensagem “sua chamada está sendo encaminhado para a caixa postal”.

Modo avião Esta é última semana do recesso e muitos parlamentares ainda estão em viagem, longe dos celulares. Ao menos foi essa a justificativa de Laura Carneiro (PMDB-RJ) e Gilberto Nascimento (PSC-SP).

Jura? Nos cálculos do Planalto, o maior número de deputados que ainda não definiram voto está no PSDB.

Rota de colisão Auxiliares do presidente dizem que ele pode ter o apoio de 18 a 23 dos 46 tucanos. A ala anti-Temer da sigla diz contar 30 votos a favor da denúncia.

Deixe uma resposta