Noticias

JBS contrata auditoria para se defender da acusação de que obteve lucro com divulgação de delação, diz série de notas no Painel da Folha

Telhado de vidro Acusada de montar operações no mercado financeiro para faturar com as acusações que fez ao presidente Michel Temer e outros políticos, a JBS decidiu contratar uma auditoria externa e promover uma devassa nos dados relativos à compra de ações e operações de câmbio da empresa. Sabendo que a punição pode ser pesada, a companhia prepara material para se defender nas investigações de que se tornou alvo após a divulgação das delações dos irmãos Joesley e Wesley Batista.

De fora A solução foi acordada em reunião do conselho da empresa, semana passada. Na ocasião, o grupo também afastou Wesley da supervisão das áreas de mercado mobiliário e de câmbio. Ambas as decisões foram tomadas a pedido do empresário.

Vai ter volta Após o anúncio de que será processado por Temer, Joesley prepara um pedido de exceção da verdade. O instrumento dará a ele o direito de, acusado de calúnia, comprovar suas declarações solicitando até a quebra do sigilo de quem entrou com a queixa-crime.

Funaro pode desconstruir tese de Joesley, diz série de notas no Painel da Folha

Para cima de moi? A defesa de Lúcio Funaro afirma que ele jamais recebeu pagamentos em troca de silêncio. Diz que Joesley devia valores ao operador para saldar dívidas de contrato de trabalho na aquisição das Alpargatas.

Mau pagador O advogado Antônio Figueiredo Basto afirma que o dono da JBS ainda deve dinheiro a Funaro e que já existe processo de cobrança do montante.

Mau pagador 2 Funaro diz que pode desconstruir a delação de Joesley e o acusa de estar usando o acordo para conseguir benefícios. A defesa sustenta que o operador ainda tem muito a revelar.

Deixe uma resposta