Noticias

Senadores cobraram de Renan indicação de comissões, diz nota no Jogo do Poder

Vidraça

Renan Calheiros acabou se tornando alvo dos colegas no jantar na casa de Kátia Abreu.

Recebeu cobranças pela demora nas indicações de senadores do PMDB para comissões e relatorias. E ouviu que não deveria misturar sua cruzada contra o governo com o trabalho no Senado. Renan fez as indicações ontem.

Cantinho do Moreno na coluna Jogo do Poder mostra comparação de uso de drogas com debater de Renan e Temer

Pelo menos em termos de drogas, o governo, sem duplo sentido, está atualizadíssimo. Para tentar isolar Renan, o presidente Temer, desde ontem, passou a se reunir com pequenos grupos de senadores, o que provocou o seguinte comentário de outro líder do Congresso: “Agora, se o Renan quiser continuar tomando seu LSD, o problema é dele”. No que foi corrigido por outro colega: “LSD é da sua época, a da moda agora é MD, tanto que, na Bahia, para disfarçar, pede-se: ‘Me dê! Me dê!’”

Queda de braço é o título de nota no Jogo do Poder no Globo sobre disputa pela presidência do PT

Lula deu prazo até domingo para Lindbergh Farias anunciar sua desistência da candidatura à presidência do PT. É quando Gleisi Hoffmann, ungida por Lula, volta de uma viagem à Alemanha.

Lindbergh, que já reverenciou o ex-presidente da República como padrinho político, tem dito que será difícil abrir mão da disputa, porque teria o apoio de 40% do partido.

Conselho ao governante é o título de nota no Jogo do Poder

José Sarney mandou um conselho a Michel Temer, durante o jantar que a senadora Kátia Abreu ofereceu ao PMDB, na terça-feira; “Se eu fizesse tudo o que os economistas quisessem, eu teria sido cassado”. O ex-presidente conversava sobre as reformas propostas pelo governo, especialmente a da Previdência. Senadores que querem disputar eleições em 2018 acham que o projeto é duro e impopular e acusam o Planalto de não negociar com o Congresso. Sarney, o presidente que foi do Plano Cruzado à moratória, parece sugerir ao reformista Temer que apare as arestas com o Legislativo

Deixe uma resposta