Noticias

Nota na coluna Expresso na Época fala sobre indicação de Serraglio

Mas já?

Deputados investigados na Lava Jato ficaram frustrados com a aparição do nome do ministro da Justiça, deputado Osmar Serraglio, na Operação Carne Fraca. Eles imaginavam que Serraglio conseguiria pôr freio às investigações da PF contra eles. Nada disso. Serraglio virou alvo da PF e ficou de mãos atadas poucos dias depois de assumir o cargo.

Irmão de Tasso Jeireissati aderiu a repatriação por meio de mandado de segurança, diz nota no Radar da Veja

PÁTRIA AMADA

Mesmo sem ser permitido, cerca de 100 parentes de políticos fizeram repatriação de recursos. Carlos Jereissati, irmão do senador Tasso, foi um deles. Usou um mandado de segurança.

Renan está menos ácido, diz nota na coluna Expresso da Época

Quase Lá

Renan Calheiros está menos ácido com o Planalto. Recebeu a promessa de que Temer dará status de ministério à Secretaria de Portos e indicará alguém de sua confiança.

Julgamento da ação no TSE só deve ocorrer após substituição de ministros, diz série de notas na coluna Expresso na Época

Vai esperar?

Apesar de o TSE trabalhar nas alegações finais, o julgamento da ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer deverá ocorrer somente após o fim dos mandatos dos ministros Henrique Neves e Luciana Lóssio, que se encerram em abril e em maio, respectivamente. O relator do processo, o corregedor Herman Benjamin, costumava brincar com Neves ao dizer: “Vamos ter seu voto no julgamento”. Neves parou de escutar a brincadeira do colega há um mês. O nome do sucessor de Neves, Tarcísio Vieira, já está na mesa do presidente Michel Temer.

Calhamaço

O processo de cassação já conta com mais de 7 mil folhas e nem todos os ministros começaram a ler a papelada. A decisão de Herman Benjamin, de ouvir delatores da Lava Jato, concorreu para o aumento no volume de páginas. Os detalhes revelados por Marcelo Odebrecht e Alexandrino Alencar valeram a pena.

Conteudo originalmente postado no Portal :

Deixe uma resposta