Noticias

Empresários sugerem a Temer troca no BNDES é o título da nota principal na coluna do Estadão

O presidente Michel Temer ouviu de empresários que se reuniram com ele na última quinta, em São Paulo, uma saraivada de críticas à presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos. Foi dito que sob a gestão da executiva o banco está inoperante, fechado para tudo e para todos. “É um time que não conhece a máquina. Só anda lá o Bê-a-Bá”, resumiu um empresário. Segundo o relato de um dos presentes, Temer disse que já havia recebido reclamações e que, diante da contundência das queixas, vai chamar a executiva para resolver as pendências.

» Sem mais. Após o jantar com o presidente, um empresário comentou que a única forma de “resolver pendências” é trocar a presidente do BNDES.

» Novela. São duas as queixas: 1) pedidos de financiamento vultosos e 2) a executiva não recebe empresários. Temer ouviu o relato de que um grande industrial tenta há quatro meses falar com Maria Silvia. Foi orientado a procurar três diretores antes.

» Tá no jogo. Interlocutores de Temer dizem que Maria Silvia não é unanimidade no governo. Mas não há, por ora, decisão de substituí-la. Motivo: passa credibilidade, é competente e uma das poucas mulheres do 1.o escalão.

» Com a palavra. O BNDES não quis se manifestar.

Temer vai sancionar projeto de terceirização da Câmara e o do Senado será engavetado, diz nota na coluna do Estadão

» Tudo combinado. O presidente Michel Temer vai sancionar o projeto de terceirização aprovado na Câmara. Qualquer mudança ou acréscimo virá pela Reforma Trabalhista. O projeto do Senado será engavetado.

» Tem apoio. No encontro com Temer, empresários defenderam o projeto de terceirização aprovado na Câmara e esqueça o do Senado. Está “absolutamente dentro das regras do jogo”, diz um deles.

» Aviso. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, já admite não pautar o projeto. “Se for para atrapalhar a lei (da terceirização) vou avaliar. Não tenho tibieza, tenho paciência”, garante.

Deixe uma resposta