Noticias

Para TSE, fundo de R$ 5 bi estimado pelo Congresso não pagaria eleições diz série de notas na Monica Bergamo

O valor de R$ 5 bilhões estimado pelo Congresso Nacional para o fundo público que financiaria a campanha eleitoral de 2018 não cobriria nem mesmo os custos da disputa para deputado federal. A conclusão é do conselho consultivo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), formado para ajudar a corte a discutir propostas para a reforma política.

NA REAL

De acordo com números discutidos no colegiado, só os recursos movimentados pelos 6.178 candidatos a deputado federal em 2014 passaram de R$ 5 bilhões, segundo números oficiais e estimativas de caixa dois.

MULTIDÃO

A previsão é de que, em 2018, o número de candidatos a presidente, governadores e deputados federais e estaduais passe de 30 mil.

TROCO

É nesse contexto que se discute também eventuais benefícios do voto em lista, em que os eleitores escolhem o partido em que querem votar, e não mais um candidato. Esse sistema ajudaria a baratear a campanha.

NA TOCA

Há controvérsias em torno do voto em lista já que, em tese, ele ajudaria políticos envolvidos na Lava Jato a se reelegerem sem ter que pedir votos e misturados a outros nomes da lista de suas legendas.

BARRIGA

Dirigentes partidários de pelo menos um partido médio que apoia o governo de Michel Temer já dão como certo que a reforma da Previdência não será aprovada no Congresso até o fim do ano.

Deixe uma resposta