Noticias

Temer convoca reuniões para tratar da ‘Carne Fraca’, diz o Estadão

Para tranquilizar mercados internacionais, Ministério da Agricultura diz em nota que sistema de fiscalização está ‘alerta’ e que investigações são ‘pontuais’

Com a crise aberta pela Operação Carne Fraca, que deflagrou um esquema de corrupção envolvendo frigoríficos e fiscais agropecuários, o presidente Michel Temer convocou para hoje reuniões com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi; o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, e representantes de frigoríficos. Às 14h, Temer fará um primeiro encontro apenas com Maggi, no Palácio do Planalto. Em seguida, receberá também Pereira e os representantes dos frigoríficos. Às 17h, fará uma reunião com os embaixadores dos principais mercados da carne brasileira.

Mercado externo. Com objetivo de tentar tranquilizar os mercados internacionais, o Ministério da Agricultura divulgou ontem nota informando que o sistema brasileiro de fiscalização está “alerta” e garantindo ao consumidor a “qualidade dos produtos de origem agropecuária”.

O ministério diz ainda que “o Serviço de Inspeção Federal é considerado um dos mais eficientes e rigorosos do mundo” e que “alguns fatos pontuais começaram a ser investigados após denúncia de um servidor da área de fiscalização”. A nota cita que, “ao todo, 33 fiscais federais estão sob investigação e três plantas foram interditadas, enquanto outras 21 estão sob fiscalização especial”.

Ainda ontem, o presidente Michel Temer conversou com o presidente dos Estados Unidos Donald Trump para trocar informações sobre as reformas em curso no Brasil e nos EUA. O Palácio do Planalto não confirma, mas a intenção era também tranquilizar o presidente norte-americano em relação à eficiência no serviço de inspeção do Ministério da Agricultura na fiscalização dos produtos exportados.

Deixe uma resposta