Noticias

Meio ambiente, mundo digital e desigualdade: o que o PIB não mede é o título de matéria no caderno de economia do Globo

O Brasil vive a mais longa e intensa recessão de sua História. A queda de 3,6% do Produto Interno Bruto (PIB), anunciada no início do mês pelo IBGE, motivou debates sobre quando e como voltaremos a crescer e criar empregos, tomando por base somente esse número síntese do desenvolvimento do país. A medida do PIB, porém, é limitada. Mostra apenas a produção de bens e serviços que podem ser comercializados, que têm um valor medido. O PIB sozinho não mede o desenvolvimento de um país.

O preço do recurso natural que é usado na produção não entra na conta, a degradação ambiental no processo produtivo não entra na conta, a desigualdade que abate mais os mais pobres numa recessão não entra na conta, a economia compartilhada e colaborativa não entra na conta. O economista e filósofo Eduardo Giannetti diz no seu último livro “Trópicos utópicos”: “O culto do PIB como métrica do sucesso das nações tornou-se uma espécie de religião do nosso tempo”. Ele há anos vem defendendo dar um preço à devastação ambiental e mostra as contradições do PIB como forma de medir o desenvolvimento do país, num modelo que acaba incentivando o uso de tecnologias poluentes em detrimento de técnicas sustentáveis.

Flavio Comim, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e profundo conhecedor do Índice de Desenvolvimento Humano, calculado pelas Nações Unidas, diz que o desenvolvimento de uma nação se mede pela forma como a sociedade trata seu indivíduo mais pobre. Quanto melhor, mais desenvolvida.

O mundo digital é outro que fica parcialmente fora do PIB. Grandes plataformas de compartilhamento de serviços, como Uber e Airbnb, e de vendas, como Amazon, têm grandes bases de dados inacessíveis, diz Alexandre Barbosa, gerente do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) que vem acompanhando na OCDE, Nações Unidas e Unctad (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento) os debates sobre como calcular isso. No momento, a discussão está na definição de conceitos. Ou seja, ainda longe da medição.

Conteudo originalmente postado no Portal :

Deixe uma resposta