Noticias

Temer não quer que lista de Janot sirva de motivo para adiar Reforma, diz nota no Brasil Confidencial na Istoé

Conte outra

O presidente Michel Temer não se convenceu de que a segunda “Lista de Janot”, com pedido de abertura de investigação contra mais de 70 parlamentares possa servir de pretexto para atrasar a votação da Reforma da Previdência. Segundo interlocutores do presidente, essa tese vem sendo vista no Palácio do Planalto como apenas uma entre tantas tentativas dos legisladores de tirarem mais um naco do governo ao colocar o bode na sala. Porém, com ou sem lista, deputados e senadores relatam a forte pressão dos eleitores para que não mexam na aposentadoria. Reclamam mais do que sobre corrupção. Para tentar dar mais argumento aos congressistas, Temer está fazendo rodadas de conversa. Esteve em jantar com PMDB, visitou a bancada do Tocantins e reuniu-se com o PSB. A agenda continua.

Conte essa

Quase sempre acompanhado pelo ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, ou do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, Temer tem dito aos parlamentares que se aprovarem a Reforma da Previdência, o País vai crescer 3% no ano que vem. Com efeitos imediatos, como a retomada dos empregos em ano eleitoral.

Conteudo originalmente postado no Portal :

Deixe uma resposta