Noticias

Mercado projeta déficit primário de R$ 149, 7 bi em 2017, diz o Valor

Instituições financeiras ouvidas pelo Ministério da Fazenda para o relatório Prisma Fiscal elevaram a projeção para o déficit primário do governo central para R$ 149,684 bilhões em 2017. A previsão é um pouco mais pessimista que a divulgada em fevereiro, de déficit de R$ 149,589 bilhões.

Para 2018, a projeção para as contas públicas do governo central (Tesouro, BC e Previdência) é de déficit de R$ 118,319 bilhões, um pouco menor que o estimado anteriormente (R$ 125 bilhões).

O mercado financeiro espera que a dívida bruta, principal indicador de insolvência usado pelo mercado internacional, continue em crescimento e fique em 75,6% do PIB em 2017. Em 2016, atingiu 69,9%. A projeção anterior para 2017 era maior (76,2%).

Para 2018, a projeção é que a dívida bruta fique em 78,7% do PIB. A expectativa também é melhor que a registrada no relatório anterior, de dívida bruta de 79,62% do PIB no fechamento de 2018.

De acordo com dados do Tesouro divulgados em janeiro, o governo central registrou déficit primário de R$ 154,255 bilhões no fechamento de 2016. Para 2017, a meta é de déficit primário de R$ 139 bilhões para o conjunto das contas do governo central.

Deixe uma resposta