Noticias

MBL fará campanha por Doria para presidente é o título da nota principal da coluna do Estadão

O Movimento Brasil Livre (MBL) vai reforçar a pressão para que o prefeito de São Paulo, João Doria, dispute a Presidência da República em 2018. O nome do tucano é aventado no meio político como uma alternativa para a sucessão presidencial. Dirigentes do MBL decidiram fazer campanha aberta por Doria, inclusive atacando os presidenciáveis tucanos Geraldo Alckmin e Aécio Neves. O MBL tem sido um dos principais organizadores de manifestações no País. A chapa de Doria já tem até vice cotado: o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

» Animou. O MBL foi estimulado pelas recentes declarações de Doria de que “política é como nuvem”, ao comentar uma eventual candidatura.

» Querer não é poder. Tucanos graúdos dizem, contudo, que João Doria pode até ter apoio fora do partido, mas não tem votos dentro do PSDB para se viabilizar como seu candidato ao Palácio do Planalto.

Jucá defende fim de isenção para filantrópicas, diz nota na coluna do Estadão

» Vespeiro. O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), defendeu em reunião do PMDB o fim das isenções para entidades filantrópicas.

 Mercado financeiro teme Lula candidato, diz nota na coluna do Estadão

» Pânico. Interlocutores do mercado financeiro têm repetido a mesma pergunta: o nome de Lula estará na urna eletrônica? Se estiver, dizem, o Brasil derrete.

Deixe uma resposta