Noticias

Nomeações para Itaipu ignoram Lei das Estatais é o título de matéria no Globo

Temer escolhe ex-dirigentes partidários e, após revelação do GLOBO, promete rever indicações se necessário

O presidente Michel Temer nomeou para Itaipu dois diretores que foram recentemente dirigentes partidários, o que vai contra a Lei das Estatais, sancionada por ele justamente para vetar o uso político de empresas públicas.

Os nomes dos novos dirigentes foram publicados ontem de manhã no Diário Oficial. No fim da tarde, após o site do GLOBO revelar as nomeações, Temer disse, em nota, que mandou checar a informação sobre os dois novos diretores e, caso ela seja confirmada, os escolhidos “serão substituídos”. Mas antes mesmo de o governo tomar sua decisão, um dos indicados desistiu do posto.

O desrespeito à Lei das Estatais já tinha sido apontado pelo GLOBO quando da divulgação pelo Planalto dos nomes que seriam indicados. Na ocasião, a Casa Civil informou que os nomes ainda estavam em pesquisa, e o ministro Eliseu Padilha afirmou que a nova lei seria aplicada ao caso, o que acabou não ocorrendo.

O QUE DIZ A LEI

A Lei das Estatais veta a nomeação para a diretoria de empresas públicas “de pessoa que atuou, nos últimos 36 (trinta e seis) meses, como participante de estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado a organização, estruturação e realização de campanha eleitoral”.

Rubens de Camargo Penteado, nomeado para a diretoria técnica executiva, integrou o diretório do PPS do Paraná até 23 de junho de 2016. Ele foi indicado para a função pelo deputado Rubens Bueno (PPS-PR). No fim da tarde de ontem, no entanto, a assessoria do PPS informou que ele não aceitaria o cargo. Penteado admitiu que não tem formação técnica para o posto. “Achei até que era um erro de publicação, mas quando confirmaram que não, abri mão porque não tem sentido eu exercer uma função técnica”, disse, segundo a assessoria.

O outro nomeado foi Ramiro Wahrhaftig, escolhido para a diretoria de Coordenação. Ele fez parte do diretório do PSD do Paraná até maio de 2016 e foi indicado para Itaipu pelo deputado Eduardo Sciarra (PSD-PR).

A diretoria foi toda lotada por políticos paranaenses. O novo diretor-geral, Luiz Fernando Vianna, foi indicado pelo governador Beto Richa (PSDB). Marcos Vinicius Baumgartner, que assume a Diretoria Administrativa, foi indicado pelo primeiro secretário da Câmara, Fernando Giacobo (PR). O novo diretor financeiro, Marcos Vitório Stamm, foi indicado pelo deputado Sérgio Souza (PMDB).

Foi mantido no cargo apenas o diretor jurídico, Cezar Eduardo Ziliotto, que está na função por indicação de Ratinho Júnior, deputado e secretário de Richa. Para a função chegou a ser anunciada Marilice Collin, advogada que já foi Miss Paraná e tinha sido indicada por Fernando Francischini (SD), mas a nomeação não se concretizou.

Conteudo originalmente postado no Portal :

Deixe uma resposta