Noticias

PSDB e PMDB traçam planos para se diferenciar do PT em espera da lista de Janot, diz série de notas no Painel da Folha

Vala comum Deputados e senadores traçam estratégias de redução de danos enquanto aguardam, ansiosos, a abertura dos dados da delação da Odebrecht que resultarão na nova leva de pedidos de inquérito contra políticos. Dizem que a lista de Rodrigo Janot tende a nivelar todo mundo por baixo e que agora só resta buscar o menor dos males. PSDB e PMDB querem convencer que seus pecados estão restritos ao caixa dois e vão tratar o PT como “a única sigla que tem o CNPJ em apuração criminal”.

Bom para ele Tanto petistas como tucanos e peemedebistas concordam que o ambiente de descrença generalizada nos políticos abre espaço para o PT rebater qualquer ação mais dura contra Lula com o discurso de que o ex-presidente é alvo de perseguição por parte de Sergio Moro.

Resta um A tese a ser explorada é seguinte: se as delações da Lava Jato agora mostram que todos estavam envolvidos em malfeitos, porque somente o ex-presidente sofrerá consequências?

Campeão Entre os mais de cem políticos implicados nas delações da Odebrecht, o que mais recebeu propinas, segundo os depoimentos, foi o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB).

Servidor da Câmara inclui imagem de Temer com chifres de diabo em apresentação a deputados, diz série de notas no Painel da Folha

Ops! Deputados do DEM assistiam a uma palestra sobre reforma da Previdência, quando o servidor escalado para fazer a apresentação exibiu uma imagem de Temer como um ser diabólico — literalmente com chifres.

Bebeu na fonte O servidor pesquisara dados com sindicatos para montar a palestra. Houve constrangimento e revolta da bancada. O funcionário foi advertido.

Darcísio Perondi criou um grupo de Whatsapp para defender Reforma da Previdência, diz nota no Painel da Folha

Script Deputados do PMDB se mobilizam para municiar congressistas com um roteiro para a defesa da reforma da Previdência. Darcísio Perondi (PMDB-RS) criou um grupo de WhatsApp para debater estratégias, distribuir material e vídeos aos aliados.

Nota no CONTRAPONTO no Painel da Folha mostra diálogo entre Lindbergh e Garibaldi sobre candidatura de Lula

Cantando vitória

Em sessão no Senado, Lindbergh Farias (PT-RJ) falava da pesquisa que apontou Lula como favorito na eleição de 2018, quando Garibaldi Alves (PMDB-RN) interveio:

Tenho o maior apreço pelo presidente Lula e reconheço os méritos do seu governo. Agora, senador Lindbergh, eleição ganha por antecipação não existe.
Garibaldi continuou, citando-se como exemplo:

Eu era o candidato preferido na última eleição que disputei para governador — só perdi essa e ganhei nove — e estava despontando nas pesquisas como o grande vitorioso. Aí resolveram dizer: “Garibaldi é um governador de férias”. Ainda hoje estou de férias.

Em festa de Hugo Motta, parlamentares discutem até quando irá Lava Jato, diz série de notas no Painel da Folha

Baile… Deputados, senadores, assessores da Presidência e advogados se reuniram em peso, neste sábado (11), na Paraíba, para a comemoração do casamento de Hugo Motta (PMDB-PB). Entre uma música e outra do cantor Latino, conversas ao pé do ouvido sobre o desenrolar da Lava Jato.

da Ilha Fiscal Os parlamentares questionavam até onde a operação irá e, principalmente, quanto tempo para chegar ao fim. A média de apostas ficou entre mais seis a oito anos até um desfecho.

Deixe uma resposta