Noticias

Mercado acionário brasileiro tem pior resultado que seus pares, diz o Valor

O mercado acionário brasileiro não tem tido um bom começo de mês. O índice MSCI Brazil (Morgan Stanley Capital International) tem o pior desempenho entre os países emergentes em março. O índice MSCI foi criado para acompanhar o retorno das principais bolsas internacionais. No caso de Brasil, contém praticamente todas as ações do Ibovespa e tem cotação em dólar, o que facilita a comparação com os demais mercados. Neste mês, até o dia 9, o MSCI Brazil acumula queda de 5,4%.

A segunda posição com o pior resultado entre os MSCI de países emergentes também fica com o Brasil. O índice MSCI ADR, que reúne os recibos de ações brasileiras negociadas em Nova York, aparece com baixa de 5,2% no período. A terceira posição está com o MSCI da Rússia, que cai 4,4%. Excluindo Brasil, entre os países da América Latina o pior resultado fica com o MSCI Peru, que recua 3,9% no mês. Alguns fatores explicam o desempenho pior do MSCI Brazil em relação a seus pares.

A queda recente no preço das commodities, principalmente do petróleo, e a expectativa com o processo de aumento de juros nos Estados Unidos são alguns dos fatores que colocaram os índices globais para baixo. Os investidores consideram que a taxa de juros americana deve subir pelo menos três vezes neste ano. Elevações além disso tendem a agir de maneira negativa sobre os mercados financeiros globais, afastando os investimentos em rendas variável.

No caso de Brasil, somou-se a esses fatores a apreensão com as questões políticas locais. “A queda do índice do Brasil foi mais forte do que seus pares devido à preocupação com as questões políticas e, consequentemente, a aprovação de reformas estruturais”, diz Ignácio Crespo, economista da Guide Investimentos.

A apreensão dos investidores aumentou nos últimos dias com a expectativa de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, possa pedir em breve ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de inquéritos para investigar ministros, senadores e outros políticos citados nas delações de executivos da Odebrecht. O envolvimento de políticos da base aliada do presidente Michel Temer na lista de Janot pode atrasar a aprovação das reformas estruturais, o que não agrada aos investidores.

Para Raphael Figueredo, analista da Clear Corretora, apesar do desempenho negativo do MSCI Brazil no mês, a tendência para a bolsa brasileira ainda é de alta. “Estava na hora de uma pausa no rali de alta, mas sem reversão da tendência positiva”, diz. Na sexta, o Ibovespa fechou com leve alta de 0,14%, aos 64.675 pontos. No mês, o índice acumula baixa de 2,98%.

Entre as ações mais negociadas, os destaques de baixa ficaram com Petrobras, que seguiu a queda do petróleo. Os papéis preferenciais caíram 1,31%, e os ordinários tiveram baixa de 0,14%. As ações da Vale também caíram, seguindo o comportamento de seus pares no mercado internacional. Os papéis PNA recuaram 2,29%, e as ações ordinárias tiveram perda de 1,76%.

Deixe uma resposta