Noticias

Para Dilma, ‘eleição de 2018 começou agora’ é o título de matéria no Estadão

 “A eleição de 2018 começou agora no Brasil”. Quem faz o alerta é a ex-presidente Dilma Rousseff que, numa entrevista à TV pública suíça, garante que não tem a intenção de voltar ao poder. “Eu não vou voltar à presidência. Eu vou continuar fazendo política todos os dias de minha vida”, disse. “De agora até 2018, quero assegurar que o Brasil tenha um encontro correto com a democracia”, insistiu. “E que o ex-presidente Lula possa concorrer”, completou.

Dilma foi recebida ontem por organizações internacionais, numa agenda programada para ocorrer no momento em que o Brasil reassume uma cadeira no Conselho de Direitos Humanos da ONU. Em Genebra, foi recebida pelo diretor máximo da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, na sede da entidade, com protocolo. Também foi recebida pelo Conselho Mundial de Igrejas.

Para o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, Dilma “está no direito dela, de falar o que quiser onde quiser”. “Esse processo do impeachment já foi julgado pelo Congresso, supervisionado pelo Supremo Tribunal Federal.”

Deixe uma resposta