Noticias

PGR pede para arquivar inquérito sobre Pezão, diz O Globo

Ministério Público Federal informou ao STJ que não há provas contra governador do Rio

O vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada, pediu o arquivamento de um inquérito da Lava-Jato que investigava o governador Luiz Fernando Pezão. Ele argumentou que não foram obtidas provas suficientes para indicar sua participação em irregularidades. José Bonifácio solicitou também que os autos sejam encaminhados para o juiz Sérgio Moro, para que possa dar prosseguimento às investigações contra o ex-governador Sérgio Cabral. A decisão caberá ao ministro Luis Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A investigação se baseou na delação do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Ele afirmou que solicitou vantagens indevidas em 2010 de empresas com contratos com a estatal. O dinheiro iria para a campanha de reeleição do então governador Sérgio Cabral e de seu vice, Pezão. Cabral está preso no Rio em razão de desdobramentos da Lava-Jato.

“Até o momento, as referências a sua pessoa feitas nos depoimentos colhidos sempre tiveram relação com a composição da chapa eleitoral, não uma indicação específica que pudesse circunscrever atos criminosos de solicitação de vantagens indevidas”, afirmou o procurador.

Após reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, Pezão comentou sobre o pedido da PGR.

— Eu sempre tive muita tranquilidade nisso. Graças a Deus, a Polícia Federal já tinha virado e revirado minha vida duas vezes e pediu o arquivamento duas vezes. Então eu fico muito tranquilo, sei que isso é uma batalha a cada dia. O que me preocupa mesmo é a situação do estado.

Conteudo originalmente postado no Portal :

Deixe uma resposta