Noticias

Henrique Alves diz à Justiça desconhecer US$ 832 mil depositados em conta na Suíça é o título de nota curta no Estadão

O ex-ministro e ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) (foto) afirmou, em defesa apresentada à Justiça Federal em Brasília, que não teve conhecimento da movimentação de US$ 832,9 mil (cerca de R$ 2,5 milhões) em uma conta na Suíça na qual figura como beneficiário.

O peemedebista é suspeito de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobrás. A conta no exterior, segundo a defesa de Alves, foi usada de maneira “inescrupulosa”.

O ex-ministro foi denunciado no ano passado pela Procuradoria-Geral da República pelos crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro, após a identificação dos valores na conta na Suíça. 

STF prorroga inquérito contra líder petista, diz o Estadão sobre Humberto Costa

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, prorrogou por mais 90 dias o inquérito que apura a suspeita de que o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), recebeu R$ 1 milhão do esquema na Petrobrás em 2010. A investigação teve início em 2015, a partir da delação do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa. A defesa do senador disse ter “a convicção de que o Ministério Público acatará a sugestão da Polícia Federal de arquivar o caso por falta de provas”.

Supremo adia decisão sobre caso de Pimentel, diz nota curta no Estadão

O Supremo Tribunal Federal suspendeu ontem o julgamento de ação que pede a dispensa de autorização prévia da Assembleia Legislativa de Minas para o recebimento de denúncia contra o governador Fernando Pimentel (PT) pelo Superior Tribunal de Justiça. O caso será retomado em abril, quando Alexandre de Moraes já estará no STF. Alvo da Operação Acrônimo, Pimentel nega irregularidades. 

Artistas defendem candidatura de Lula, diz o Estadão

Artistas e intelectuais criaram um manifesto em que defendem a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência em 2018. No documento Carta das(os) Brasileiras (os), eles pedem a Lula “que considere a possibilidade” de disputar o Planalto “como forma de garantir ao povo brasileiro a dignidade, o orgulho e a autonomia que perderam”. O músico Chico Buarque, o teólogo Leonardo Boff, a atriz Dira Paes e o líder do MST, João Pedro Stédile, estão entre os signatários do texto.

Deixe um Comentario