Noticias

Ex-senador Pedro Piva morre aos 83, diz a Folha

O ex-senador e membro do conselho de administração da Klabin Pedro Piva morreu neste domingo (26) aos 83 anos.

Suplente do tucano José Serra, Piva assumiu o Senado pelo PSDB de São Paulo entre 1995 e 1996 e depois de 1999 a 2002, quando o titular foi para o Ministério do Planejamento e o da Saúde, respectivamente.

No Senado, presidiu a Comissão de Assuntos Econômicos. Em 1999, apresentou projeto que, aprovado, seria apelidado de Lei Piva, destinando ao esporte olímpico e paraolímpico parte da arrecadação com loterias federais.

O empresário Horácio Lafer Piva, seu filho, lembra do espírito conciliador do pai no Congresso. “Como ele não tinha agenda política pessoal, assumiu o Senado pela consciência e busca de consensos, o que funcionou”, disse.

Na despedida de Piva do Congresso, a então senadora Heloisa Helena (Rede-AL) falou da relação de carinho que construíram, a despeito de diferenças políticas.

“Por mais que queiramos ter raiva, fica efetivamente difícil tê-la”, ela discursou.

Formado em direito pela USP, não exerceu a advocacia –seguiu a carreira de empresário.

“Era uma pessoa de sua geração. Gostava de uísque com bastante gelo, ternos bem cortados e gravata todos os dias da semana, olhar no olho das pessoas ou no máximo telefone (mal sabia o que era um smartphone ou computador), sintonia, percepção e química. Uma pessoa inteligente, viva”, lembra Horácio.

Piva morreu em Leme (SP), em uma fazenda que gostava de frequentar. Deixa a mulher, Sylvia, os filhos Eduardo, Regina e Horácio e cinco netos.

Deixe uma resposta