Noticias

Emprego vira aposta do governo contra Lava Jato é o título da nota principal na coluna do Estadão

O governo aposta todas as suas fichas na recuperação do emprego a partir do segundo semestre. Na avaliação do Planalto, é concreta a possibilidade de retomada dos postos de trabalho, o que garantiria a última etapa de consolidação do governo de Michel Temer. No mundo ideal do governo, essa melhora na economia poderá até reduzir o impacto dos desdobramentos da Operação Lava Jato, especialmente quando forem divulgadas as delações da Odebrecht. Por isso, a ordem no Planalto é manter o sangue-frio para atravessar esse período. 

Rodrigo Maia se irrita com citação em suposta delação de Cavendish, diz série de notas na coluna do Estadão

Chumbo. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, reagiu irritado à possibilidade de Fernando Cavendish, da Delta, incluir em delação acusações de repasses irregulares de recursos para sua campanha eleitoral.

» Me inclua fora dessa. “Isso é inacreditável. Nunca negociei ou recebi qualquer dinheiro com esse sujeito”, afirma Maia.

Governo admite que reformas podem demorar mais do que o necessário, diz série de notas na coluna do Estadão

Entreguem. Investidores do mercado financeiro acham ruim a possibilidade de queda do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. Mas avaliam que, se as reformas passarem, especialmente a da Previdência, tanto faz quem estará no comando do ministério.

» Vai enrolar. O governo já admite que a discussão das reformas pode demorar mais do que o planejado. Mas ainda confia que podem ser votadas na Câmara no máximo até maio.

Deixe uma resposta