Noticias

Consumidor espera recuo da inflação nos próximos 12 meses, diz o Valor

O menor avanço da inflação dos alimentos e as perspectivas de recuo do IPCA nos próximos meses geraram entre os consumidores a expectativa de queda da inflação nos 12 meses seguintes. O Indicador de Expectativas de Inflação, da Fundação Getulio Vargas (FGV) registrou desaceleração de 7,9% para 7,6% de janeiro para fevereiro, o menor valor desde janeiro de 2015.

Essa foi a terceira queda consecutiva do indicador, que agora está 3,8 pontos abaixo do mesmo mês em 2016, quando alcançou o pico da série histórica. Para Pedro Costa Ferreira, economista do Ibre-FGV, a expectativa de inflação dos consumidores deve continuar a desacelerar nos próximos meses, e mudar de patamar ao término do primeiro semestre, da atual faixa de 7% para 6%.

Ele lembrou que o começo do ano é conhecido por ser de “repique” inflacionário, devido à concentração de reajustes de tarifas e mensalidades escolares, mas isso não ocorreu em 2017, devido ao cenário de preços mais baixos provocado pela boa oferta de alimentos in natura. O clima favorável aos hortifrutigranjeiros e a boa perspectiva de safra de grãos reduziram os preços e ajudaram a conter o impacto, dos reajustes de tarifas normalmente verificados no começo do ano.

Deixe um Comentario