Noticias

A jararaca vive é o título de matéria na Veja sobre pesquisa CNT/MDA que aponta Lula na frente para 2018

NO MESMO DIA em que foi conduzido a depor, em março de 2016, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou mão de um daqueles arroubos retóricos que só ele é capaz de produzir: “Se quiseram matar ajararaca, não fizeram direito, pois não bateram na cabeça, bateram no rabo. Porque ajararaca está viva”. Quase um ano depois, ajararaca tomou mais algumas pauladas: tornou-se ré na Lava-Jato pela primeira vez em julho, depois em setembro e ainda uma terceira vez em dezembro, além de aparecer com destaque nas delações da Odebrecht. Mesmo assim, continua como há quase um ano atrás: vivíssima, como mostra uma pesquisa da CNT/ MDA divulgada na semana passada. O líder petista, que já estava na frente nos cenários no primeiro turno, mas perdia no segundo, agora vence também na rodada decisiva (veja o quadro).

A resiliência de Lula contrasta com a fragilidade dos candidatos do PSDB, que perderam espaço nos últimos meses. Tanto Aécio Neves quanto Geraldo Alck-min agora aparecem atrás de Jair Bolso-naro (PSC-RJ) em alguns cenários (leia a reportagem sobre o deputado ©). De acordo com analistas, o desempenho pífio dos tucanos decorre do fato de o PSDB ter seu destino atrelado ao do governo Temer — que amarga uma altíssima rejeição, de 70% — e do desencanto do eleitor com proceres da sigla, em especial Aécio, cujo nome apareceu com força na Lava-Jato.

O principal desafio de Lula, no entanto, é conseguir chegar a 2018 em condições legais de ser candidato. Ele pode ser condenado em primeira instância ainda neste ano, mas só a confirmação da sentença por um órgão colegiado impediria a sua candidatura nos termos da Lei da Ficha Limpa. O maior temor da jararaca, agora, é a espada da Justiça cair sobre a sua cabeça.

Deixe uma resposta