Noticias

PF nega ‘desmantelamento’ da Operação Lava Jato é o título de matéria na Folha

Após o desligamento de um dos primeiros delegados da Operação Lava Jato, Marcio Adriano Anselmo, a Polícia Federal informou que seu substituto já foi escolhido, e negou qualquer “desmantelamento” da investigação.

Segundo nota desta quinta (16), “todo o recurso orçamentário solicitado [pela Operação Lava Jato] para o ano de 2017 foi totalmente aprovado” pela direção geral da PF.

“São totalmente infundadas as notícias de que a Operação Lava Jato no âmbito da Polícia Federal no Paraná sofreu ou sofrerá desmantelamento”, informou a nota.

A superintendência da PF ainda informou que o nome do delegado que ocupará o lugar de Anselmo “será divulgado oportunamente”.

Anselmo, um dos delegados que deu início à investigação, em 2013, irá assumir a corregedoria da Polícia Federal no Espírito Santo, a convite.

Ele foi promovido a delegado de classe especial em fevereiro deste ano pela PF.

“Tal pedido se dá por questões de natureza pessoal, sem qualquer interferência da administração”, declarou o delegado, que diz querer se dedicar a “novos desafios”.

Em outubro do ano passado, a equipe da Lava Jato havia aumentado, com a convocação de três novos delegados. Na época, eram 63 policiais federais, entre delegados, peritos e agentes.

Deixe uma resposta