Noticias

Temer deverá conversar com Cármen Lúcia sobre indicação, diz O Globo

Antes de qualquer decisão sobre quem será o novo ministro do Supremo, Michel Temer deverá conversar novamente com a presidente do STF, Cármen Lúcia. A ideia é discutir os nomes em jogo e encaminhar uma indicação ao Senado.

Entre os cotados também há mais novos do governo. Mais frágil mas ainda lembrado é o ministro Alexandre de Moraes. Sua eventual indicação ainda não foi descartada. Outros dois nomes que estavam bem posicionados era dos ministros Luiz Felipe Salomão e João Otávio Noronha, ambos do Superior Tribunal de Justiça. Contra Salomão, no entanto, pesa a boa relação com o casal Sérgio CabralAdriana Anselmo, amizade que se tornou no momento um ponto negativo em seu currículo.

Ontem, o novo relator dos processos da Lava-Jato no Supremo, ministro Edson Fachin, se encontrou com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A reunião durou menos de uma hora e ocorreu no gabinete de Fachin. Segundo a assessoria da Procuradoria Geral da República (PGR), o encontro serviu para definir como os dois gabinetes vão trabalhar nos processos da operação.

Cabe a Janot pedir a abertura de inquéritos e oferecer denúncias contra os acusados da LavaJato que têm foro privilegiado, como parlamentares e ministros. Há atualmente 40 inquéritos e três ações penais relacionados à operação no STF. Os números vão crescer depois que forem abertos novos inquéritos decorrentes da delação premiada dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht.

 

Deixe uma resposta