Noticias

Governo vai lançar medidas microeconômicas, diz O Globo

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou ontem que o governo deve anunciar na próxima semana um pacote de reformas microeconômicas para estimular a economia. Sem dar detalhes, disse tratar-se de medidas já discutidas pelos ministérios da Fazenda, do Planejamento e pelo Banco Central.

Entre elas estão a reformulação da lei de recuperação judicial, medidas que visem o fortalecimento do crédito, adicionais às que anunciamos no ano passado, e ações que reforcem as garantias de alienação fiduciária. São medidas que visam a desburocratização — adiantou Meirelles, que fez a palestra de encerramento de um evento para investidores promovido pelo banco Credit Suisse.

Ele reiterou que, assim como a PEC do teto dos gastos, já aprovada, e a reforma da Previdência, em andamento, as novas ações têm por objetivo tirar o Brasil da maior recessão de sua história. Segundo ele, em dezembro já houve recuperação de alguns setores, como indústria automobilística, transporte pesado, e produção de papéis para embalagem.

Isso significa que o país está em processo de retomada do crescimento — disse.

O ministro afirmou que a convergência da meta de inflação para 3%, no longo prazo, como sugeriu o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, é algo que poderá ser objeto de estudo e que o Banco Central deverá propor ao Conselho Monetário Nacional (CMN). Este fixa no mês de junho a nova meta de inflação.

Esta questão está dando muita controvérsia. Portanto, eu prefiro deixar esse assunto sendo respondido pelo presidente do Banco Central — desconversou o ministro.

Deixe uma resposta