Noticias

Governo diz que não vai compensar derrotados na Câmara é o que mostra nota no Panorama Político

A conferir

O governo manda recados de que não pretende fazer nova distribuição de cargos para compensar os derrotados na eleição da Câmara. Embora tenha Rodrigo Maia como favorito, o discurso no Planalto é de que não houve interferência na disputa e, portanto, não haverá fatura a liquidar para realinhar a base. “É uma conta que o governo não reconhece como sua”, diz um auxiliar de Temer.

Menores, mas furiosos

A caminho de uma derrota na disputa pelo comando da Câmara, o centrão quer mostrar que ainda tem poder de fogo para se tornar o “fiel da balança” das votações nos próximos dois anos. Lideranças do grupo dizem que Jovair Arantes fidelizou cerca de cem deputados que, somados à oposição, podem ser decisivos nas votações. Comparam a atuação futura do grupo ao que fez Eduardo Cunha durante o governo Dilma. O peemedebista controlava mais de 200 deputados, que deram dor de cabeça à petista. “Depois das eleições, o governo vai ter que sentar com a turma do Jovair, senão vai perder”, diz um aliado dele.

Deixe uma resposta