Análises

Chegada a nome de consenso passa por solução para Aécio e Temer

Chegada nome consenso solução Aécio Temer

Na contramão das reuniões organizadas por Michel Temer, onde estiveram 23 deputados e 8 senadores neste domingo (21-05), a renúncia do presidente Michel Temer foi intensamente discutida durante o final de semana em conversas que envolveram os principais caciques dos partidos que ainda sustentam Temer no Congresso.

Um importante líder, que esteve no centro da articulação, segundo fontes, foi taxativo: “Ele não pode renunciar sem que a política tenha um nome de consenso”.

A avaliação majoritária é de que a centro-direita precisa urgentemente de um nome para a eleição indireta a fim de minimizar o crescimento dos decibéis das ruas em torno das diretas. O próprio líder do governo, Romero Jucá, segundo fontes, está em busca de um plano B, caso a contra ofensiva de Michel Temer, desqualificando o delator e o próprio Ministério Público, não tenha êxito no STF. O nome citado por Jucá é o do ex-ministro Nelson Jobim.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório