Análises

Base abandona Temer e Gilmar pode adiantar julgamento no TSE

Base abandona Temer Gilmar adiantar julgamento TSE - Equilibre Analises

O sucinto pronunciamento de Michel Temer, apesar da retórica enfática, não reduz minimamente o elevado risco de afastamento do presidente via impeachment , através do Tribunal Superior Eleitoral ou mesmo a partir do inquérito aberto nesta quinta-feira (19-05) pelo STF. Entres os três cenários, o caminho mais ágil e menos traumático está sob a regência de Gilmar Mendes. Trata-se de um governo sub-judice com prazo de validade pré-datada.

As declarações de Michel Temer restringiram-se ao suposto “cala boca” a Eduardo Cunha e não respondem as fotos devastadoras de malas de propina entregues ao braço-direito, Rocha Loures, as informações privilegiadas sobre redução de juros e o leilão de cargos públicos. São outros itens de extrema gravidade constantes da delação dos irmãos donos da JBS. Também ignoram outros diálogos graves onde Temer credencia o empresário a tratar de “tudo” com Rocha Loures e a ciência de um procurador infiltrado pela JBS na Lava Jato.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório